Don Quijote inspira exposição no Instituto Cervantes de Curitiba

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

O Instituto Cervantes de Curitiba recebe, a partir da próxima quarta-feira, dia 14, uma exposição que vai reunir diversas artes – pintura, literatura, fotografia e dança. O curador Carlos Zemek escolheu cuidadosamente obras de artistas que têm em comum o poder de inspirar novas gerações. Por isso, o nome escolhido para a exposição é Don Quijote de la Mancha. “A criação do genial escritor espanhol Miguel de Cervantes é um dos mais famosos personagens da história da literatura mundial por causa do seu idealismo e de seus sonhos”, conta Zemek.

Com entrada franca, a inauguração do evento está marcada para o dia 14, a partir das 19 horas. Durante a abertura o ator de teatro e televisão Gerson Delliano, que fará uma leitura de poemas. Também confirmou presença o pintor Rogério Dias, que criou painéis para a promoção arte na rua, do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, criou o painel 300 Gralhas, em homenagem ao aniversário de 300 anos da cidade de Curitiba e realizou o projeto Painel Rio Iguaçu, em azulejos de 50 metros.

Entre as atrações da mostra está também uma apresentação de dança flamenca. O espetáculo será realizado pelas professoras do Instituto Flamenco Brasileiro de Arte de Cultura de Curitiba: Miriam Galeano, Maria Tereza Prado, Maria Isabel Camargo e Katia Simões. Para a coordenadora do Instituto Flamenco, Maria Isabel Camargo,o flamenco tem mais um caráter emotivo do que racional. “A pessoa precisa sentir o flamenco, o seu pulsar, para que o movimento ganhe um sentido. Um dos gestos característicos são os pés bem aterrados ao solo e os braços para cima possibilitando uma sensação de liberdade. É como poder sentir o tempo presente da terra e a beleza de alcançar as estrelas”.

Onde: Instituto Cervantes de Curitiba – R. Ubaldino do Amaral, 927, Alto da XV, Curitiba

Quando: De 14 de agosto a 20 de setembro de 2013, de segunda a sexta, das 9h às 19h, e sábados, das 8h às 12h.

Publicar comentário