Mostra do Sesc MT reúne produções de Carlos Saura

O cineasta espanhol Carlos Saura é o homenageado do projeto ‘Imagens em Pauta’ neste mês de julho do Sesc Mato Grosso

O cineasta espanhol Carlos Saura é o homenageado deste mês no projeto ‘Imagens em Pauta’ do Sesc Mato Grosso

A história de dois jovens apaixonados que são impedidos pelas suas famílias de ficarem juntos e que se reencontram justamente no dia do casamento da jovem com outro homem é o que movimenta o filme “Bodas de Sangue”, atração desta terça-feira, do ciclo Carlos Saura do “Imagens em Pauta”, projeto realizado pelo Sesc Mato Grosso em parceria com a Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), Cineclube Coxiponés e Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Cada sessão é iniciada com informações sobre o filme programado. Ao final da exibição, os participantes interagem sobre o filme tomando um cappuccino na varanda do Sesc Arsenal. A sessão tem início às 19 horas e a entrada é franca.

Durante este mês de julho serão exibidos filmes do cineasta espanhol Carlos Saura, contemplando marcos de sua produção cinematográfica inicial, com “Cria Cuervos” apresentado na semana passada, passando pelos filmes da chamada “trilogia flamenca” “Bodas de Sangue”, “Carmem” e “Amor Bruxo”, até chegar a um de seus filmes mais recentes, “Tango”.

Antonio Gades, transformou em balé uma das mais populares histórias de Federico Garcia Lorca, sobre uma trágica cerimônia de casamento. Carlos Saura, o cineasta mais aclamado da Espanha antes do surgimento de Pedro Almodóvar, filmou este verdadeiro poema musical de maneira criativa e arrebatadora.

“Eu podia observar os dançarinos de perto e via com detalhes seus esforços, o suor, o cansaço, a respiração ofegante. Era essa fascinação que queria expressar no filme. Acima de tudo, procurava com a câmera alcançar os dançarinos fisicamente, com se fosse com as mãos”, disse Saura sobre seu filme.

No roteiro, tudo é narrado com as palmas, as vozes e o forte sapateado que caracterizam o flamenco. O filme é um inebriante exercício de forma e estilo. Uma viagem hipnótica pelos sons da Espanha e pelas imagens de um diretor genial.

Confira a programação completa do Ciclo Carlos Saura:

09/07 às 19h – Bodas de Sangue(Espanha. 1981. 1h12min)Baseado na peça homônima de Frederico Garcia Lorca, é um verdadeiro tributo de Carlos Saura a dança. Conta a história de dois jovens impedidos pelas suas famílias de ficarem juntos. O reencontro acontece justamente no dia do casamento da jovem com outro homem. Classificação: 14 anos

16/07 às 19h – Carmem
(Espanha. 1983. 1h42min.)O filme integra a triologia musical sobre o flamenco, onde um grupo de dançarinos prepara uma versão da Ópera Carmem, de Bizet. O coreógrafo se apaixona pela dançarina principal. Classificação: 16 anos23/07 às 19h – Amor Bruxo(El Amor Brujo. Espanha. 1986, 1h40min.)O último filme da triologia musical do Carlos Saura, retrata as tradições ciganas que tanto marcaram a cultura espanhola. Classificação: 16 anos

30/07 – Tango 
(Espanha. 1988. 1h57min.) – Mario, autor e diretor teatral, está em crise. Abandonado pela mulher, refugia-se nos ensaios de um espetáculo que prepara, sobre o tango. Angelo Larroca, mafioso produtor e bailarino frustrado, sugere a Mario que dê o papel principal sua protegida. Impressionado com o talento e beleza da jovem, ele se torna seu amante.Classificação: 16 anos

Publicar comentário