Conheça o Museu do Baile Flamenco

Com direção artística de Cristina Hoyos, o museu que reúne tudo sobre a arte flamenca emociona profissionais e turistas de Sevilha.

Sob a premissa de perceber, sentir e compreender, há cinco anos a veterana bailaora Cristina Hoyos tomou a frente da fundação do Museu do Baile Flamenco, em Sevilha.

Sua intenção era criar um inesquecível espaço de encontro com o flamenco, pois sua concepção única e particular reúne toda a história da arte andaluza em documentos, objetos, música, vestimenta, aulas e o registro de todos os seus maiores representantes.

É, sobretudo, uma emocionante experiência sensorial, já que permite aos visitantes não somente compreender esta manifestação artística, mas experimentar as emoções que ela desperta. Visitá-lo, portanto, abre o mundo do flamenco aos visitantes de Sevilha.

O ideal é que este seja um dos primeiros passeios a serem feitos na cidade, para que para que as outras manifestações da arte pela Andaluzia – nos tablados, espetáculos, feiras e festivais – fiquem mais compreensíveis.

Deixe-se guiar

Na “zona de imersão” do museu são geradas as sensações base que o flamenco é capaz de produzir. Ali, o visitante é estimulado a sentir e compreender seus diferentes palos, sua alegria, sua força e o esforço necessário para tornar-se um bailaor; participando tanto da dor que o flamenco sabe expressar, como da sensualidade corporal e a paixão transmitida no baile.

Para isso, todos os elementos, espaços e salas do museu estão integrados em uma coreografia global e envolvente, que possibilita criar o “mundo do baile flamenco”, estimulante, competitivo e inesquecível.

Na área dedicada ao conhecimento, o visitante encontra as informações necessárias para compreender as expressões e interpretações do baile ao longo de sua história e geografia.

Loja

Na loja do MBF é possível folhear livros, revistas nacionais e importadas, adquirir DVD’s, roupas, instrumentos e todo tipo de artigo relacionado ao flamenco.

Exposições temporais – são um atrativo à parte no MBF: pintura, fotografia e coleções de objetos trazem uma visão ampla e diferenciada do flamenco.

Pátio – é onde acontecem os animados bailes noturnos, apresentações privadas para grupos seletos, com espetáculos inesquecíveis e de alta qualidade. É preciso fazer reserva antecipada.

Escola – Aos que querem aprender na prática, a escola dirigida por Cristina Hoyos oferece cursos e oficinas para iniciantes e
profissionais.

Assessoria e agenciamento de profissionais

Com uma extensa base de dados de bailaores, bailaoras, músicos, grupos e companhias de todas as tendências da dança, a equipe do MBF há mais de 25 anos auxilia na contratação artística destes profissionais, inclusive os do Ballet Flamenco de Andalucía, para espetáculos, eventos públicos e privados.

No coração de Sevilha

Localizado na rua central Manuel Rojas Marcos, a quatro minutos a pé da Catedral de Sevilha, o MBF é um marco do turismo cultural local. Junto a outros grandes monumentos, como o palácio de Reales Alcázares e o famoso museu do Arquivo das Índias, forma um triângulo de história e cultura andaluza e recebem, anualmente, cerca de 1,3 milhão de visitantes.

Na parte histórica da cidade, ele está rodeado por hotéis históricos e temáticos, alguns tão específicos como o dedicado a músicos flamencos. E o melhor, há opções de estadia bem acessíveis e a equipe do museu é super solícita em ajudar seus visitantes a encontrar alojamento apropriado.

A diretora artística

Talvez a bailaora mais reconhecida na história do flamenco, a carreira artística da também coreógrafa Cristina Hoyos contempla apresentações na ópera de Paris, o concepção do cerimonial das Olimpíadas de Barcelona, direção do Ballet Flamenco de Andalucía e a participação como protagonista na trilogia de Gades-Saura (sugiro este link) para o cinema.

Cristina Hoyos: Um sonho realizado

“Meu sonho é que o Museo del Baile Flamenco fosse um inesquecível espaço de encontro com esta arte, para todos que a queiram descobrir ou se reencontrar com ela. Que eu saiba, é o primeiro e único museu do mundo dedicado exclusivamente ao flamenco. Nossa intenção sempre foi encontrar uma fórmula única e particular para que os visitantes, espanhóis ou estrangeiros, possam tanto compreender esta manifestação artística – que é parte importante de nossa identidade – como também experimentar as emoções que o baile é capaz de despertar.

Buscamos uma fórmula e um espaço, onde o flamenco, como Patrimônio Mundial da Humanidade, pudesse envolver os visitantes com toda sua expressividade, para que possam se aproximar dos diferentes palos e compreender suas estruturas, conhecer suas origens e seus maiores representantes.

Para mim é uma aposta pessoal e artística, já que na cúpula desta arte, pude perceber como tanta gente no mundo se emociona com o flamenco. Portanto, como artista e andaluza, tinha de conceber este espaço de encontro e ensino como legado de uma atividade que marcou toda minha vida cultural, artística, social e emocional”.

Tarifas:
Adultos 10 €
Crianças 6 € (5-11 anos)
Grupos de 8 €
Grupos especiais / empresas: convênios

Horários de funcionamento:
Segunda a domingo das 09h00 às 19h00 – no verão (Maio-Outubro)
Segunda a domingo das 09h00 às 18h00 – no inverno (Novembro a abril)

Contato:
www.museoflamenco.com
info@museoflamenco.com
tel. 00.34.954.34.03.11
fax. 00.34.954.34.03.64

Publicar comentário