Amantes da Espanha ganham novo ponto de encontro em São Paulo

Fachada do restaurante (acima) e vista interior com tablado projetado especialmente para o baile flamenco.

Fachada do restaurante (acima) e vista interior com tablado projetado especialmente para o baile flamenco.

El Colmao é a mais nova casa espanhola de São Paulo, localizada no histórico bairro do Belém, ou melhor, Belenzinho, como é carinhosamente chamado por seus moradores. “Nossa pretensão é reunir, em um ambiente diferenciado, elementos culturais e gastronômicos de um país que apaixona pela sua história, arquitetura e intensa vida cultural”, conta Marcos Augusto, 43 anos, empresário e idealizador do projeto.

Antiga expressão do sul da Espanha (Andaluzia), colmao remete aos primeiros estabelecimentos onde as pessoas se reuniam para comer, beber e apreciar apresentações de canto, música e dança flamenca.

Marcos conta que a ideia de criar um espaço exclusivamente projetado para unir gastronomia e cultura, tal como na Espanha, é antiga. Mas foi só em 1998, ao viajar pela primeira vez àquele país, que a ideia adquiriu forma. “Nessa ocasião, conheci bares que ofereciam apresentações de flamenco ou cantos folclóricos. Embora não houvesse nenhuma novidade neste tipo de atividade, realmente me impressionei com a performance das casas”, conta ele.

Há dois anos, aproveitando o momento certo, deu início à materialização daquilo que acabou por se tornar a realização de um antigo sonho – para tanto, contou com a parceria de João Nonato, que há 27 anos atua na área de gastronomia, e Paulo Scalabrin, administrador de empresas com 20 anos de experiência.

Foram dois anos de reforma e muito trabalho para dar a casa localizada na rua Julio de Castilhos ares de um colmao. Atento à existência de um público cada vez mais exigente, El Colmao chega para suprir a necessidade de um espaço diferenciado que ofereça condições adequadas para a realização de eventos culturais ligados a essa arte, e que reproduza o ambiente dos tablaos flamencos de Madri ou Sevilla.

Marcos Augusto, um empresário bailaor

tablado_marcos_02Empresário, artista, empreendedor. A paixão de Marcos Augusto pela arte e cultura flamenca começou ainda na infância. “Eu deveria ter uns oito anos de idade, e meu pai assistia a um filme na televisão. Já tinha me deitado quando, em um determinado momento, ouvi uma música que, literalmente, me hipnotizou. Levantei-me e fui averiguar. Tratava-se de um filme espanhol em que um menino queria ser toureiro, mas era impedido pelos pais. Então, ele fugia à noite para tourear os garrotes. A música de fundo era flamenca. Me identifiquei como nunca havia experimentado antes. Nunca mais me ´libertei´”, conta ele.

Assim, acabou mergulhando de cabeça nesse universo, e há mais de quinze anos dedica-se seriamente ao estudo não só da dança e da música, mas da história e cultura flamenca. Não se sente muito à vontade quando o chamam de bailaor. “Isso se deve ao fato de eu ter por definição desse termo: aquele que baila flamenco por improviso. E, confesso, não costumo subir em um cenário sem ter ensaiado. A música e a dança sempre fizeram parte de mim. Encontrei no baile flamenco a possibilidade de ser eu mesmo, embora fizesse isso utilizando movimentos criados por terceiros”. Porém, quem já o viu dançar garante: Marcos Augusto está entre os principais nomes brasileiros dessa arte no país.

O que mais lhe atrai na cultura flamenca? Ele não pensa duas vezes: “a originalidade”, diz, “porque oferece a possibilidade de nos mostrarmos sem máscaras – e acredito que devemos adotar essa postura tanto dentro como fora do cenário”.

Desta forma, El Colmao vem concretizar o seu antigo sonho, além de simbolizar o mais novo negócio da gastronomia e cultura espanhola na cidade de São Paulo. Não só os “flamencos brasileiros”, como todos os admiradores desta arte, podem contar com este novo e esperado ponto de encontro.

Gastronomia tem assinatura “Los Molinos”

colmao_paella_2_bx“Se a cultura pode aliar-se à gastronomia, tanto melhor”, continua Marcos.

Enquanto as apresentações semanais do grupo de dança flamenca d´El Colmao tem a assinatura, coordenação e produção de Marcos Augusto, a excelência da gastronomia da casa é assinada por “Los Molinos”, um dos restaurantes espanhóis mais tradicionais de São Paulo.

Assim, o carro chefe não poderia ser outro: a paella valenciana, acompanhada das tradicionais tapas (porções, que podem ser quentes ou frias) que completam o menu: gambas al ajillo; calamares en su tinta; jamón; chorizo e queijos. Na carta de vinhos, predominam os espanhóis e sul-americanos.

Serviço

EL COLMAO
Rua Julio de Castilhos, 1074 – Belém – São Paulo/SP
Reservas pelo telefone: (11) 2309.1248 ou e-mail: contato@elcolmao.com.br
Horário de Funcionamento
5as, 6as e sábados, das 18h00 até o último cliente
domingos, das 12h00 às 16h00

*A casa atende somente mediante reserva, ou eventos previamente agendados, tanto de empresas como particulares. Preços sob consulta.

Publicar comentário